25°

Pancada de chuva

Jequié - BA

Dólar com.

R$ 5,51

Euro

R$ 6,4

Peso Arg.

R$ 0,06

Câmara dos Deputados Câmara dos Deputados

Comissão discute prevenção ao suicídio e à automutilação

Luis Macedo/Câmara dos Deputados Setembro Amarelo: campanha de prevenção ao suicídio começou em 2015 no Brasil A Comissão de Seguridade Social e ...

27/09/2021 14h51
Por: Redação Fonte: Agência Câmara de Notícias
Setembro Amarelo: campanha de prevenção ao suicídio começou em 2015 no Brasil - (Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados)
Setembro Amarelo: campanha de prevenção ao suicídio começou em 2015 no Brasil - (Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados)

A Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados promove audiência pública nesta quinta-feira (30) para discutir políticas de prevenção ao suicídio e à automutilação.

O debate atende a requerimento da deputada Liziane Bayer (PSB-RS), subscrito por Rejane Dias (PT-PI), Carla Dickson (Pros-RN), Dr. Zacharias Calil (DEM-GO), Vivi Reis (Psol-PA) e Aline Gurgel (Republicanos-AP).

Liziane afirma que a pandemia de Covid-19 agravou os problemas de saúde mental na população brasileira e que o governo tem de implementar ações com o intuito de evitar a automutilação e o suicídio – manifestações mais graves das doenças da mente.

"É fundamental instruir a sociedade acerca dessa responsabilidade do Estado, bem como muni-la de conhecimento para que, juntamente com o Poder Público, consiga auxiliar familiares e amigos que estão em profundo sofrimento", diz a parlamentar.

Foram convidados para o evento: a representante do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), Andrea Chaves; a coordenadora do Núcleo de Vigilância em Doenças e Agravos Não Transmissíveis do Comitê Intersetorial de Promoção da Vida e Prevenção do Suicídio do Rio Grande do Sul, Andreia Novo Volkmer; o psiquiatra Christian Kieling; além de integrantes dos ministérios da Saúde; da Cidadania; e da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos.

A reunião será realizada às 10 horas, em plenário a definir. O público poderá acompanhar a discussão ao vivo e enviar perguntas aos participantes por meio do portal e-Democracia.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias